Internacionalização


  • Selecione outro idioma

Internacionalização


O Programa de Pós-graduação em Promoção de Saúde mantém parcerias de intercâmbios com instituições do Brasil e do exterior.

Confira as Instituições:

Albert Einstein College of Medicine Nova Iorque – EUA
Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
Universidade do Minho
Portugal
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – HCFMRP-USP Ribeirão Preto – Brasil
Universidad de Havana Havana – Cuba
Universidad Nacional de la Amazonia Peruana Iquitos – Peru
Universidad Politécnica de Madrid
Universidade de Alicante
Espanha
Universidade Estadual Paulista – UNESP Franca – Brasil
The University of Alabama Alabama – EUA

Doutorado construído em regime Cotutela
Data: dia 08 de maio de 2020, às 14h via collaborate.
Título: Percepção da maternidade e paternidade de estudantes universitários em dois contextos: Brasil e Espanha.
Instituição: Doutorado construído em regime Cotutela pelo Programa Mestrado e Doutorado de Promoção de Saúde da Universidade de Franca e o Departamento Enfermaria Comunitária, Medicina Preventiva e Saúde Pública da Universidade de Alicante, Espanha.
Brasil orientadora Profa. Dra. Marisa Afonso Andrade Brunherotti
Alicante orientador Prof. Dr. Jose Ramon Martinez Riera
Banca:
Profa. Dra. Maria Georgina Marques Tonello – Unifran
Profa. Dra. Maysa Venturoso Gongora Buckeridge Serra – Unifran
Profa. Dra. Helena Maria Scherlowski Leal David –UERJ
Prof. Dr. Vicente Gea Caballero – Universidad de Valencia

Doutoranda de Maria da Glória Aragão Martins Ferreira
A aluna Maria da Gloria A. Martins-Ferreira, do programa de pós-graduação Stricto Sensu Doutorado em Promoção de Saúde da Unifran em regime de cotutela de tese em parceria internacional com a Universidade de Alicante na Espanha que teve como orientadora a Prof. Dra Marisa A. A. Brunherotti e o Prof. Dr. José Ramón Martinez-Rierira, defendeu no dia 08 de maio a tese intitulada – Percepção da maternidade e paternidade de estudantes universitários em dois contextos: Brasil e Espanha. Uma importante pesquisa, pois segundo a definição utilizada pela Rede Ibero-Americana de Universidades Promotoras de Saúde (RIUPS) há um compromisso das universidades para desenvolver uma cultura de Promoção de Saúde dentro das Instituições com alcance para o ambiente externo. Com este trabalho, os pesquisadores esperam impulsionar algumas ações, como por exemplo, o desenvolvimento de regulamentos e políticas institucionais para propiciar ambientes favoráveis no que tange a uma maternidade/paternidade saudável e sustentável, também, o desenvolvimento de ações de formação acadêmica em Promoção da Saúde e educação para a saúde com capacitações à comunidade universitária com ênfase na maternidade e paternidade e, não só no ambiente universitário, mas com alcance a toda comunidade.

 

Impacto Acadêmico e Social

Mesmo diante das dificuldades de mudanças imediatas nas realidades onde os estudos são realizados, os resultados têm oferecido subsídios para os desafios na área da Promoção da Saúde. Inclusive, tem contribuído com o desenvolvimento regional e nacional, visto que os pós-graduandos são de diferentes regiões do país (Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste). As pesquisas ocorrem em diferentes cenários, os participantes pertencem a grupos populacionais vulneráveis ou não. Segundo relato dos egressos, cerca de 60% dos sujeitos relataram perceber algum impacto das pesquisas no local onde foram realizadas. Estreitando a relação entre a academia e a comunidade local, regional e nacional, a inserção social permite que demandas possam ser avaliadas, com possibilidade de melhorar os serviços prestados e a qualidade de vida da população.

A Universidade de Franca, por meio do Programa de Pós-Graduação em Promoção de Saúde, integra a Rede Brasileira (Rebraups) desde o seu surgimento em 2018 e, também integra a Rede Iberoamericana de Universidades Promotoras de Saúde (RIUPS) desde 2008.

Baseado no conceito de Promoção da Saúde, atividades que envolvem o uso e aprendizado de técnicas artísticas têm sido utilizadas na Unifran para gerar o bem-estar no local de trabalho. Elas envolvem toda a comunidade acadêmica e permitem a compreensão das questões éticas sobre respeitar as necessidades pessoais do indivíduo, dos valores mútuos e questões que lidam com a responsabilidade social e no.

A Unifran tem se dedicado a experiências que levem a proposição de agendas locais, nacionais e internacionais para responder juntos aos desafios de uma Universidade Promotora de Saúde. O Programa vem contribuindo ativamente na construção desse campo político de ação, seja na formulação de subsídios para formulação de políticas, práticas e medidas de proteção social, como no estudo de determinantes sociais, ambientes, tecnologias e sustentabilidade em Promoção da Saúde.

Entre as experiências exitosas podemos destacar:

  • Lançamento do livro “Agir local e pensar global em uma Universidade Promotora da Saúde” em 2019. Este livro nasceu com um ideal – o de demonstrar o conjunto de ações e práticas que a Universidade de Franca tem realizado dentro dos princípios que norteiam as universidades promotoras de saúde (UPS). A necessidade de dividir com o público esta experiência, muito mais do que simplesmente demonstrá-las, tem o interesse e o intuito de compartilhá-las e, assim, poder fortalecer vínculos e criar condições para que outras práticas, ações e experiências sejam replicadas, aperfeiçoadas, compartilhadas; criando, assim, condições para que estas se ampliem e alcancem outros saberes/fazeres. O percurso deste livro foi pensado ‘de fora para dentro’, ou seja, das práticas que são vivenciadas no campus e fora deste, para um arcabouço teórico que explique o movimento das Universidades Promotoras de Saúde e seus diferentes propósitos, conceitos e princípios.

 

  • Projeto “Ações em promoção da Saúde na universidade”, o projeto REDE, é direcionado aos funcionários dos setores limpeza, manutenção e jardinagem da Universidade de Franca e desde 2017 vem proporcionando oficinas de pintura em tecido, arte em cerâmica, biscuit, informática, além de aulas de hidroginástica e natação, criando condições para que eles possam usufruir dos recursos de tecnologia disponíveis no próprio ambiente de trabalho, se sintam valorizados e com maior auto-estima pelo valorização do conhecimento. Projetos como este, valorizam a participação e envolvimento da comunidade acadêmica, consolidando assim, a inserção desta IES no cenário das universidades comprometidas com a função social, bem-estar e saúde de todos seus membros.

 

  • UNIFEIRA: Feira de Hortifrútis Orgânicos no campus da universidade

Este projeto tem por objetivo fortalecer o vínculo entre a Universidade de Franca (UNIFRAN) e a comunidade francana, promovendo o acesso a alimentos de melhor qualidade, por meio da comercialização de alimentos orgânicos produzidos pelos produtores rurais de Franca e região. E ainda aproximar produtor e consumidor, promovendo o diálogo, bem como a troca de conhecimentos e saberes populares. Afim de contribuir com o bem-estar e segurança alimentar e nutricional de servidores, docentes e discentes da Instituição de Ensino Superior (IES) e a comunidade do entorno, por meio da comercialização de alimentos orgânicos. A feira acontece semanalmente dentro da Unifran.

Internacionalização