Notícias

Visita técnica ao São Paulo Futebol Clube, Museu do Futebol e a Escola de Educação Física do País


14
May 2013

MuseuNo último sábado, 11 de maio, alunos dos cursos de pós-graduação em Fisiologia do Exercício e Treinamento Aplicado ao Condicionamento Físico e Treinamento Físico e Nutrição Esportiva, além dos alunos do curso de graduação em Educação Física, realizaram visita técnica ao São Paulo Futebol Clube, Museu do Futebol e a primeira escola de Educação Física do País.

A série de visitas iniciou na Escola de Educação Física da Polícia Militar do Estado de São Paulo: fundação de ensino superior da corporação, cujas responsabilidades são formar professores de Educação Física para a instituição, zelar pela saúde física e promover a reabilitação de policiais lesionados.

Os alunos da Universidade foram recebidos pelo Major PM Paulo Sergio Merino, comandante interino da Escola de Educação Física. Na ocasião, o Major contou um pouco da história da instituição, pioneira no Brasil, e apresentou o memorial da escola que conta com objetos, relatos, fotos e registros diversos.

Em seguida os estudantes, acompanhados pelos professores David de Oliveira e Daniel Santos, foram até o Museu do Futebol, localizado no estádio do Pacaembu.
O Museu, fundado em 2008, tem como proposta mostrar ao público a evolução do esporte mais popular do nosso país, fazendo com isto a integração entre os precursores e os atuais jogadores; conta com recursos modernos e de grande interesse para seus visitantes.

No período da tarde, alunos e professores estiveram no Centro de Treinamento do São Paulo Futebol Clube localizado em Cotia e conheceram toda a estrutura física do centro.

Os visitantes foram recebidos pelo diretor responsável pela categoria de base Marcelo Lima e pelo psicólogo, integrante da Comissão Técnica do São Paulo Futebol Clube, Gabriel Almeida.
Na oportunidade, Gabriel de Almeida realizou um tour pelo centro e explicou que o trabalho realizado pela instituição visa formar não apenas profissionais esportivos, mas também cidadãos. O centro atende em média 300 adolescentes que aprendem as técnicas do futebol, recebem apoio em educação, aulas de reforço, de inglês entre outras atividades.

Almeida ainda disse que apenas 5% dos meninos que passam pelo centro acabam efetivamente se tornando jogadores de futebol profissional, e por essa razão a formação oferecida é tão importante. Caso não se tornem jogadores, estarão preparados para outras circunstâncias da vida.

Para o Professor David Oliveira o dia foi bastante proveitoso, principalmente no que diz respeito ao conhecimento cultural adquirido nos programas de visitação e do conhecimento técnico absorvido pelos estudantes.

 

O Professor Daniel Santos destaca a oportunidade de convívio que os estudantes tiveram, já que havia, entre os alunos da pós-graduação, profissionais de Nutrição, Educação Física entre outros, ressaltando a amizade e o respeito.

E para os alunos, foi uma oportunidade de agregar conhecimentos juntamente com valores sociais. 

 

Confira as fotos aqui.