Notícias

Unifran recebe 400 jovens da região de Franca para capacitação profissional


05
February 2007

dentro_1.jpg

Veja fotos 

Os alunos fazem parte do projeto Juventude Cidadã, uma parceria entre Ministério do Trabalho, Municípios e Universidade

Na quarta-feira (7), a Universidade de Franca (Unifran) recebeu no Centro Esportivo 400 jovens do projeto Juventude Cidadã. O evento abriu a 2ª etapa de 180 horas (um total de 300h) da capacitação profissional pela qual os alunos vêm se dedicando — 100h já foram realizadas em cada município. As aulas acontecem até a primeira semana de maio, às quartas, quintas e sextas, das 13h30 às 17h30 e aos sábados, das 8h às 17h, exceto nos feriados.

Duzentos jovens são de Ibiraci, 50 de Claraval, 50 de Itirapuã, 50 de Cristais Paulista e 50 em Restinga. Os critérios para seleção dos jovens foram: idade entre 16 e 24 anos, desempregados, renda mensal percapta de meio salário mínimo, que nunca tinham tido vínculos empregatícios (registro em carteira), e que estivessem matriculados e freqüentando regularmente os ensinos fundamentais, médios ou Educação de Jovens e Adultos (EJA).

As 180hs/aulas restantes se dividem em cinco cursos específicos: Administração com ênfase em contábeis; Agropecuárias com ênfase nas atividades agrícolas da região e no manejo de pequenos animais; Construção e Reparos com ênfase em assentamento de azulejos em cerâmica, pintura e gesso; Beleza e Estétic com ênfase em manicure, pedicure, cabelo, maquiagem e depilação; e Informática com ênfase na informação básica e hardware.

Todos os alunos terão ao final do curso 20h/aulas sobre Cooperativismo e Empreendedorismo.“Nossa proposta é possibilitar aos jovens envolvidos no projeto, o primeiro emprego, como também envolvê-los na ação cooperativas de maneira que possam organizar e assim estarem incluídos no mercado formal”, explica o professor Antonio Mauro Alves, coordenador do Projeto.

O programa foi lançado em dezembro, uma parceria entre o Ministérios do Trabalho, Municípios e Unifran, e tem como objetivo promover ações que contribuam para o reconhecimento e a valorização da cidadania. Por meio da prestação de serviços voluntários à comunidade, a equipe envolvida no projeto busca contribuir para a qualificação profissional do jovem de modo a possibilitar a sua inserção no mercado de trabalho, além de estimular e criar condições para a elevação da escolaridade de todos os participantes.

Para o professor Antonio Mauro, esta iniciativa está alinhada com a forma de gestão da Unifran, que vem desenvolvendo a cultura de aproximar-se à comunidade local e regional, procurando desenvolver projetos que atendam a população mais carente que certamente teria maior dificuldade de obter uma capacitação com recursos públicos.