Notícias

UNIFRAN obtém patente na Europa para estudo sobre disfunção erétil


24
October 2016

No mês de julho/16, a UNIFRAN avançou mais uma etapa no Estudo sobre Disfunção Erétil e recebeu mais uma patente, agora no mercado europeu, após registrar a pesquisa também no Brasil, Estados Unidos e Japão. O estudo descobriu que a (-)-cubebina, uma molécula natural isolada da Piper cubeba (ou pimenta-de-java), usada como condimento na Ásia, apresentou potente atividade contra a disfunção erétil.

Com a concessão das patentes, a UNIFRAN garante o direito exclusivo de explorar comercialmente a inovação nestes países. “Agora, a próxima etapa é finalizar as negociações de licenciamento para viabilizar a futura comercialização do medicamento inédito”, prevê Márcio Luís Andrade e Silva, professor e pesquisador da UNIFRAN responsável pelo estudo que deu origem à descoberta. “Fechado o acordo, a molécula passará para o desenvolvimento de formulação e ensaios pré-clínicos e clínicos com humanos”, completa.

A molécula natural descoberta pela UNIFRAN pode ser um excelente aliado para quem tem a disfunção erétil, problema que atinge quase metade dos homens após os 40 anos. Segundo os pesquisadores, a molécula tem um efeito 50% superior aos medicamentos comercializados hoje no mercado, com a vantagem de não apresentar efeitos colaterais como taquicardia e agressividade.

Além do professor Márcio Andrade, a equipe de estudo é formada pelos pesquisadores Jairo Bastos, Wilson Cunha, Eduardo Nassar, Katia Ciuffi, Paulo Calefi, Rosângela Silva, Ademar Filho, Sérgio Albuquerque e Rodrigo Lucarini.