Notícias

Unifran obtém patente do Japão para estudo da Disfunção Erétil


01
September 2015

A UNIFRAN acaba de receber do Japão a concessão da 2ª patente do Estudo sobre Disfunção Erétil. Tudo começou em 2009, quando a equipe liderada pelo cientista e professor Márcio Luís Andrade e Silva descobriu que a (-)-cubebina, uma molécula natural isolada de sementes secas de Piper cubeba (planta aromática), usada como condimento na Índia e em outros países da Ásia, apresentou potente atividade contra a disfunção erétil.

No final de 2014, a Universidade já havia recebido a patente do United States Patent and Trademark Office (USPTO), órgão americano que concede o direito exclusivo de explorar comercialmente uma invenção ou descoberta.

“Ficamos muito contentes com esse deferimento, pois vem ressaltar ainda mais o poderio da nossa molécula contra disfunção erétil no meio internacional. Agora somos referência também no Japão” afirma Márcio Andrade.

A próxima etapa é finalizar as negociações de licenciamento com uma empresa farmacêutica para viabilizar a futura comercialização desse medicamento inédito.

Além do professor Márcio Andrade, a equipe de estudo é formada pelos pesquisadores Jairo Bastos, Wilson Cunha, Eduardo Nassar, Katia Ciuffi, Paulo Calefi, Rosângela Silva, Ademar Filho, Sérgio Albuquerque e Rodrigo Lucarini.