Notícias

Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências, Unifran, tem projeto apoiado pela FAPESP


05
December 2013

250_104.jpgO Prof. Dr. Emerson Henrique de Faria, pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Ciências, da Universidade de Franca, desenvolverá o projeto intitulado “Materiais Biohíbridos Funcionais Baseados em Argilas Lamelares e/ou Fibrosas com Aplicações Multifacetadas” (Processo FAPESP nº2013/19523-3).

Com duração de 2 anos, o projeto vislumbra o estudo das propriedades dos materiais híbridos obtidos pelos processos de funcionalização de argilas naturais com aminoácidos que, segundo ele, tem despertado o interesse de diversas áreas da ciência e tecnologia, tais como: catálise heterogênea, adsorção, sensores, compósitos, etc. Este estudo é resultado de um projeto de colaboração bilateral entre a Universidade de Franca e a Universidade de Salamanca, o que possibilitou a realização de um estágio Pós-Doutoral em um grupo de excelência na USAL em dois períodos nos anos 2011 e 2013, no qual investigou algumas estratégias para a modificação química de argilas naturais.

O Professor Emerson enfatiza que “Os processos químicos que envolvam os preceitos da química verde podem garantir a sustentabilidade do meio ambiente; para isto, catalisadores heterogêneos, adsorventes e/ou fotocatalisadores seletivos e recicláveis precisam ser preparados e melhor estudados. Muitas reações atualmente empregadas pelas indústrias, assim como os resíduos por ela gerados, necessitam ser otimizados, degradados e eliminados, e isto pode ser ajustado com o estudo das condições reacionais e das propriedades dos catalisadores heterogêneos e/ou adsorventes. Por isso, as argilas naturais são materiais multifuncionais e muito promissores, do ponto de vista tecnológico, pois podem ser aplicados como catalisadores ou suportes para catalisadores, adsorventes e são ideais para vários processos catalíticos e/ou processos de adsorção de uma gama de contaminantes, pois são extremamente abundantes, baratas e possibilitam a modificação estrutural com uma série de componentes.”

Vale ressaltar que o professor possui diversos alunos de graduação, mestrado e doutorado, alguns apoiados pela FAPESP trabalhando sobre sua orientação no tema do projeto recém-aprovado e espera promover a formação de recursos humanos altamente qualificados.

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP): Processo nº2013/19523-3. “As opiniões, hipóteses e conclusões ou recomendações expressas neste material são de responsabilidade do(s) autor(es) e não refletem necessariamente a visão da FAPESP”.