Notícias

Diário de Bordo dos alunos no SPFW – 22/06


25
June 2008

250_26.jpgÉ hoje 22/6……"LA BÜNDCHEN " no SPFW

A gente já chega querendo saber como é que a sala 22 vai estar montada, pudera, fizeram tanto mistério e escutamos tanta conversinha: "nenhum monitor vai poder assistir o desfile” (essa frase nos congelou as espinhas, mais do que já estavam); “vão mudar toda a decoração da sala”; “não haverá nenhum desfile na sala hoje”; “Gisele só vai aparecer 5 minutos antes de começar o desfile”.. enfim, do lugar que brotou esse tipo de conversa,  saíram outras. Mas não tinha jeito, o assunto só podia ser "Gisele Bündchen"!

Vamos comentar sobre ela mais tarde…

Mudando de assunto então. O estilista Mario Queiroz mostrou sua coleção masculina com forte estamparia gráfica, partindo do trabalho do artista plástico venezuelano Jesus Rafael Soto, Queiroz imprimiu às peças estampas geométricas, com cara de ‘optical art’. Sobreposições de linhas e espirais revestiram camisas, camisetas, shorts, calças e paletós. Ao fim do desfile, paetês e canutilhos conferiram brilho a algumas peças, em bordados ou franjas.

Paola Robba, da Poko Pano, apresentou coleção, inspirada nos 50 anos da Bossa Nova. A estilista foi buscar referência para sua modelagem na moda da época, com peças mais largas, em oposição aos cortes geométricos, que fazem menção à arquitetura atual. A marca mostrou sua veia romântica para a próxima temporada, que apareceu novamente em babados e peças em tecido torcido ou com volume, criado com uso de musseline. A estrela da vez foi Luiza Brunet, linda e com tudo em cima, levantou os ânimos dos convidados com duas entradas, com direito a paradinha e voltinha no meio da passarela e beijos para o cabeleireiro Marco Antonio Di Biaggi, na primeira fila.

Samuel Cirnansck: entrei 2 horas antes, como de costume, na sala 2 para o desfile dele. Não paravam de chegar sacos e sacos de pedras, plantas, flores de todo tipo, uma fonte, vasos e bombeiros…ééé! bombeiros! Afinal tinha que encher essa fonte de água. Em dois minutos se formou um lindo jardim francês, cenário de época e roupas históricas. A inspiração de Samuel Cirnansck para sua coleção do verão 2009 de vestidos de festa é o estilo rococó do século 18. Celebrando o exagero e o ecletismo do período, o estilista criou vestidos que oscilavam entre os longos de princesas ao estilo contos de fada, versões curtas dos modelos históricos e reinterpretações contemporâneas não tão bem-sucedidas dos frufrus do período.
Os cabelos, a maquiagem esbranquiçada, os enfeites remetiam diretamente à rainha Maria Antonieta e para representar a versão contemporânea da realeza, a princesa e modelo Paola de Orleans e Bragança desfilou um dos vestidos curtos do estilista. Aplaudido de pé, o desfile do estilista foi mais um dos que nos emocionou.

E quem disse que no Brasil não tem furacão e terremoto!! Tem sim e dos bravos! Seu nome? "GISELE BÜNDCHEN"! Gisel PAROU! DERRUBOU! QUEBROU! CONGELOU E ESQUENTOU tudo na Bienal, em um domingo de mais uma vez 9 graus.

Algumas das conversas descritas acima realmente se confirmaram. A sala 1 estava sendo preparada especialmente para o desfile da Colcci, desde o ultimo desfile do dia anterior, e não houve nenhum desfile na sala um durante todo o dia 22. Os monitores realmente não poderiam assistir ao desfile, teriam que se retirar antes do desfile começar…mas eu (Maurício) não ia sair mesmo!

Dei um jeito de entrar, ela ensaiou e foi muito simpática. E para não chover no molhado:…SHE’S WONDERFOOL!

“La Bündchen” chegou e disse boa tarde a todos e se apresentou ao produtor. “Prazer meu nome é Gisele” — eu quase deitei pra ela passar em cima. Terminou o ensaio e arrumamos a sala, que não tinha mais as habituais arquibancadas, agora eram almofadas e a sala toda revestida de madeira, desde a passarela até os pilares.251_4.jpg

De repente o produtor pediu: “galera… por favor, a Graça pediu para todos saiam”. Fizemos que saímos e nos escondemos, lá atrás do PIT, lembra dele? Pois é, o PIT salvou nossas vidas. E por ali ficamos sem dar bandeira. O desfile demorou, mas começou e “Gisel” arrancou assovios e gritos. Ela, como sempre, Enigmática, era impossível tirar os olhos dela.

E o que acontecia do lado de fora do evento? Quem ficou nos contou que uma multidão se aglomerou na frente das grades montadas em formato caracóis para evitar o famoso “fura- fila”. Parecia aquelas gradinhas intermináveis do playcenter. Muita “gente fina” e jornalistas ficaram de fora. Até quem tinha convite ficou a ver navios. Chegou atrasado dançou. A própria “tia Graça Borges” ficava lá colocando ordem no barraco.

Bom, o furacão passou, mas deixou no caminho muitas dores nas costas, empurrões e uma bela imagem, inesquecível, na memória.

Bjs dos 3 M’s…Maurício, Maysa, Monique

Até o próximo Srªs e Srºs, e, por favor, queiram ocupar seus devidos lugares, pois o desfile vai começar dentro de instantes…