Notícias

Diário de Bordo dos alunos no SPFW – 21/06


24
June 2008

Dia 21/6

50.jpgMais um dia que promete ser agitadíssimo!

Vários desfiles que a gente adora: Isabela Capeto, Ronaldo Fraga, Amapô, Rosa Chá e André Lima. Desfiles disputadíssimos, mais gente querendo entrar, mais correria, mais tudo isso que a gente adora! E tem mais uma coisa que escrevemos, mas sob um outro aspecto e que garante ainda umas 3 folhas de Diário… os cobiçados "BRINDES".

Os olhos das meninas até brilham, só de escrever ou falar. Os famosos brindes colocados nas cadeiras dos convidados são disputados no tapa. Brincadeira gente! O fato é que algumas marcas investem muito nesse quesito, e a galera já entra na sala de desfiles querendo saber qual é o brinde da vez.

A conversa dos corredores é:

– E aí, conseguiu pegar o brinde lá da sala sala 1?
– Não menina, marquei e só consegui o da sala 3

Alguns indivíduos foram apelidados por nós de "lá vem os urubus". Acabando o desfile eles saem desesperados procurando brindes nas cadeiras para ver se alguém esqueceu. Alguns na maior cara de pau e outros dão a desculpa de que estão procurando release. O problema é que os melhores brindes estão sempre na primeira fila e o quartel da assessoria de imprensa do evento forma uma operação de guerra, pois sabe que a galera também arma estratégias pra furar o cerco…é uma guerra cômica!

Como temos que dar suporte antes dos desfiles começarem, dá pra ficar observando. É divertidíssimo! Tem sempre alguém parado esperando a hora de dar o bote.

Para você ter uma idéia do que são esses brindes, vamos citar os mais cobiçados:

Eco Bag da Osklen – só na primeira fila, quem pegou…pegou.
Cia. Marítima – Kit da Natura
Alexandre Herchcovit – sacola da caveirinha que virou Hit nos corredores –
O Estúdio – sacola P/B
Neon – Sacola e esmaltes
Amapô – Eco Bag
Ronaldo Fraga – sacola jeans baseada na coleção, chaveiro, jogo americano…
André Lima – sacola jeans
Rosa Chá – pen drive, quimono, fone de ouvido bluetooth (very power)
Colcci – almofadas

OBS. As sacolas sempre vêm recheadas de chaveiros, lenços, acessórios, maquiagem

É uma festa!

A “mulherada” fica enlouquecida pelas sacolas. Elas querem é tudo. É um tal de “esse brinde é meu” ou “eu tô guardando esse lugar para uma pessoa!” “Foi você quem pegou o brinde que estava aqui?” “Moça(da assessoria de imprensa do evento) por favor, a minha cadeira está sem brinde!” E assim vai! 250_25.jpg

Hei! Psiu!Chega aqui, olha botãozinho dourado ali no chão…esse ano, assim que chegamos, fomos informados que as salas estavam sendo monitoradas com um sistema de câmeras "very power" e que era para ficamos de olho. Todo mundo ficou bem tenso no inicio, mas passando o primeiro dia a galera viu que não deu nada e meteram a mão mesmo.

Como nós somos "INFLUENTES" aqui [o segredo é fazer contatos "NETWORK FOREVER"], sempre ganhamos alguma coisinha. A briga é na hora de ir embora, porque é tanta sacola, tanta revista, tanta miudeza que ninguém quer carregar. A pergunta nessa hora é: e a tendinite como é que está?

E eu (Maurício) vou dedar mesmo as meninas, que vão para a bienal com uma bolsinha, discreta, e voltam com duas, mas em uma delas tem mais 9 sacolas dentro.

Vamos aos desfiles… o da Amapô foi comentadíssimo. Ao som de hits dos anos 80, o desfile começou já com a montagem, ao vivo, do cenário: um "pop-up" gigante, branco, que quando levantado formava imagens recortadas. Se as estampas sempre foram característica forte da grife, desta vez elas foram trocadas pelas brincadeiras de volume, os recortes criavam as texturas. Lindo o efeito degrade no final desfile. Verão Color!

Ronaldo Fraga emocionou mesmo. Sabe aqueles desfiles que você assiste e se emociona, fica extasiado, e na hora que a galera levanta, aplaude, assovia e grita? Pois é, chega a dar arrepio. Foi exatamente isso que a gente sentiu nos desfiles de Ronaldo Fraga e da Neon…"EMOÇÃO". Há momentos do desfile que fica na memória. Ronaldo Fraga consegue transportar quem está assistindo para onde ele quer…e lá fomos nós para o Rio São Francisco. Travessas de metal cheias de sal grosso espalhadas pelo chão e cordas penduradas na boca de cena da passarela foram o cenário usado para ambientar sua coleção inspirada no Rio São Francisco, do tema vieram as estampas de peixes, as de madeira (alusão aos barcos e casas à beira do rio), o movimento de algumas peças. Já de Ronaldo Fraga vêm as roupas sempre enfeitadas, bordadas, cheias de enfeites, ao seu estilo barroco mineiro fashion de fazer moda. TUDO LINDO! Queremos trabalhar com ele!

Como já comentamos as grifes de moda praia vêm bombando! E a Rosa Chá PAROU TUDO! Provocou o maior FRISSON da temporada.

A abertura da apresentação da Rosa Chá já foi pouco ortodoxa. Ao invés de sair do início da passarela, do backstage, o modelo Rodrigo Rothen aparecia já no fim do trajeto, ao lado do pit dos fotógrafos. A manobra causou tumulto minutos antes, com a produção tentando esconder a sunga de cliques precoces. Com as batidas iniciais da trilha sonora, o modelo entrou na passarela em direção a um chuveiro posicionado acima de alguns degraus, próximo à entrada do camarim. Lá, tomou uma ducha e tirou o traje de banho, ficando nu, de costas para a platéia, em euforia. Sem se virar, enrolou uma toalha branca na cintura e deixou a cena. [Meninas de plantão, desse aí eu não tenho foto, eu estava lá no Pit, e o rapaz foi tomar a tal ducha lá na boca de cena, é uma caminhada boa. Até tentei,  mas estava muito longe. A minha câmera não pegou nem o reflexo dele. Mas tranqüilizem-se, pois certamente vocês encontrarão essas fotos em todos os lugares.

28.jpgOs gritos dos convidados só voltaram com a mesma intensidade com a aparição de Paulo Zulu em uma “sunguinha” xadrez. O desfile, apesar de ser de estréia da linha masculina da Rosa Chá, contou ainda com a presença das tops Isabeli Fontana, Caroline Ribeiro, Michelle Alves e Raica Oliveira, que encerraram o desfile com beijos e abraços no estilista Amir Slama.

André Lima atrasou um pouquinho [só um pouquinho], coisa de uma hora e meia. Detalhe, a mulher dele é um “mulherão”, daquelas que fazem questão de chegar e parar a festa. Bom, além da exuberância, da cor, das pernas à mostra, o estilista quer dar mais à cliente de sua marca de roupas (sempre festivas), formas diferentes, geometria pontuda, o exagero proposital para o verão 2009, laços gigantes, amarrações, tomara-que-caia, mangas duras, cetim e shantung criaram o efeito nos vestidos alados no desfile de André Lima.

Por hoje é só “tudo isso”. Hoje vamos ter que chamar um taxi, só p/ levar as sacolas.

Até daqui a pouco.

Bj’s dos 3M’s Maurício, Maysa, Monique

Até o próximo Srªs e Srºs por favor queiram ocupar os seus devidos lugares, o desfile vai começar dentro de instantes…