Notícias

Alunos e Professores de Turismo realizam Trekking em Cristais Paulista


19
September 2007

turismo250_2.jpg

veja galeria de fotos 

texto escrito pelo professor MSc Leandro B. Brusadin e pela aluna do 4º ano de Turismo Joyce Mara Alves Ferreira

 

A palavra trek possui origem na língua africâner, sendo aplicada pelos trabalhadores holandeses que colonizaram a África do Sul. O verbo trekken significava migrar e carregava uma conotação de sofrimento e resistência física, numa época em que a única forma de se locomover de um ponto para outro era caminhando. Quando os britânicos invadiram a região e estabeleceram seu domínio político na África, a palavra foi absorvido pela língua inglesa e passou a designar as longas e difíceis caminhadas realizadas pelos exploradores em direção ao interior do continente, especialmente em busca de novos conhecimentos, como a nascente do Rio Nilo e as neves do Monte Kilimanjaro.

Atualmente, utilizamos a palavra também em português, significando caminhadas em trilhas naturais em buscas de lugares interessantes para se conhecer. Possibilitando um maior contato com a natureza, o trekking passou a ser a atividade esportiva que mais cresce no mundo em número de adeptos.

A região de Franca possui diversos locais em que o trekking pode ser praticado, tanto pela paisagem cênica quanto pela crescente procura do turismo de aventura. O curso de Turismo da UNIFRAN realizou a atividade em Cristais Paulista  na Fazenda Belo Horizonte, sendo incluído banho de cachoeira e refeição típica. Segundo a aluno do 4º ano de Turismo, Joyce Mara Alves Ferreira, “o trekking na Fazenda Belo Horizonte proporcionou emoções fortes e relaxamento para todos os participantes. Essa atividade poderia ser mais divulgada e praticada pelos próprios moradores da região, não sendo focada somente em treinamentos empresariais.”