Notícias

A Profissão de Turismólogo: possibilidades, compromissos e desafios.


26
September 2007

AdrianaDia Mundial do Turismo – 27 de setembro – por Adriana Gaspari, diretora do curso de Turismo da Unifran

Nas décadas passadas a busca do homem era focalizada em atender as suas necessidades básicas, tais como, saúde, saneamento básico, habitação, alimentação, transportes e educação. Ao evoluir nesse sentido, mesmo que em muitas localidades não foram atingidos índices de desenvolvimento humano suficientes, a sociedade passou a satisfazer seus anseios relativos à busca da felicidade pessoal. Dentre esses desejos atuais do homem, destaca-se a vontade de conhecer novos lugares em busca de locais paradisíacos e culturas distintas, além da necessidade de relaxamento que a humanidade carece na saída do cotidiano.

Para atender essa nova característica da sociedade, verificou-se a ausência de profissionais que organizassem as viagens, comercializassem os produtos, atendessem e informassem as pessoas. Dessa forma, surge neste cenário, o bacharel em turismo, denominado como turismólogo, a fim de cumprir tais expectativas. Verifica-se, ainda, a necessidade desse profissional para organizar e operacionalizar as viagens à negócio que o homem moderno precisa no mundo do trabalho globalizado.

Atualmente, muitos cursos de turismo foram criados no Brasil e buscam formar profissionais para atuar em suas diversas áreas de atuação: agências de viagens, operadoras de turismo, meios de hospedagem (hotéis, resorts, pousadas, albergues, spas), secretarias municipais, estaduais e o recém-criado Ministério do Turismo, consultorias de turismo, eventos, gastronomia, cruzeiros marítimos, companhias áreas, rodoviárias e ferroviárias, docência e pesquisa. O curso de turismo desenvolve pesquisa em busca da sua sustentabilidade social, cultural, econômica e ambiental.

Percebe-se que a procura pelo curso, antes caracterizada por estudantes que almejavam apenas não seguir a área de exatas, modificou-se à medida que é possível encontrar estudantes realizando estágios por meio das diversas parcerias entre os cursos de turismo e entidades públicas e privadas.

O desenvolvimento atual do setor ocorre de maneira dinâmica e podem-se distinguir algumas formas e práticas de turismo em muitas cidades do Brasil e do Mundo. A área conta com segmentos que dividem seus consumidores e  profissionais, tais como,  turismo de negócios, turismo rural, ecoturismo, turismo de eventos, turismo  gastronômico, turismo cultural, turismo religioso, turismo de aventura, turismo de saúde, turismo de sol e praia, e outros. Atualmente, é possível encontrar profissionais formandos pelo curso de turismo  trabalhando em todas as partes do Brasil e do Mundo.

Entretanto, como em outras profissões no competitivo mercado de trabalho, há dificuldades de emprego e de salários. No caso do bacharelado em turismo no Brasil, situa-se uma luta para o reconhecimento da profissão por parte dos órgãos competentes. Ainda assim, podemos ressaltar que o mais importante para o sucesso da profissão está em transmitir aos alunos, que o turismo é uma ciência que precisa de estudos, leituras, pesquisas e reflexões.  Verifica-se também a necessidade de situar aos profissionais da área que o turismo é um ramo que precisa de empreendedorismo, criatividade e gostar de lidar com pessoa, pois acreditamos que somente dessa forma os turismólogos serão profissionais realmente requisitados, contribuindo com a crescente demanda por viagens com excelência no atendimento.